sexta-feira, 3 de abril de 2009

Hospitais

Os hospitais são um sítio cruel. Não porque apenas vamos lá parar porque estamos doentes ou infelizmente, alguém próximo de nós estará e nos "obriga" a visitas. Sim, isto é cruel, duro e altera a nossa rotina, mexendo connosco, forçando o nosso lado psicológico a uma reacção positiva que nem sempre conseguimos ter como desejaríamos. Mas não creio que seja só.

Cortar abruptamente os laços que criamos com as outras pessoas, também é doloroso. Visitas rotineiras ou doentes ou staff hospitalar, com quem partilhámos o mesmo espaço. Saber que no nosso dia-a-dia vamos deixar de rever rotineiramente as pessoas que desconhecíamos, mas que, ao final de algum tempo (espera-se que reduzido), começamos a sentir como amigas, parte do nosso mundo, como peças importantes e queridas da nossa vida. Que nos levaram a sentir quase com a mesma intensidade, o carinho que despendemos aos nossos ou que recebemos nós de quem nos visita. Se as melhoras que nos levam a partir do hospital nos alegram, a tristeza de deixarmos para trás aquelas pessoas que se tornaram importantes, neste tempo, também existe.

Trocam-se números de telefone, moradas e promessas de visita, mas muitas delas, nunca chegarão a acontecer.

1 comentários:

Lisa disse...

estiveste no hospital?
ass: lisa